Buscar
  • Diego Saldanha

Memória afetiva e sensorial - Medicina UFRJ 2021-1

Atualizado: Jul 25

Nos dois últimos finais de semana (14/07/2021 e 24/07/2021), estivemos fotografando pela primeira vez no HU da UFRJ. Sempre tive uma vontade grande e também uma curiosidade de trabalhar lá, já que os alunos são os mais bairristas possíveis haha.

Como esperava de um hospital que o governo cuida, ainda mais no Rio, infelizmente está "largado" mas confesso que esse era um dos pontos que me despertava tanto interesse.

Quando nos levaram aos pontos de foto, aqueles locais aonde eles queriam ser fotografados fui entendendo mais um pouco do que deveria entregar.

Conversando com a Débora, ela me disse:

"Diego, nosso hospital é lindo né? Essa vista..." e eu no modo sincerão "Olha, lindo não é, mas vc tem memória afetiva com ele, enxerga bem diferente".

Ali caiu uma ficha...

Como na fotografia de formatura essa memória é importante e muita gente não entende. Poderia facilmente editar as fotos e tirar todas as imperfeições, não podia? Mas sem elas não seria o HU que tem tanto significado. Resolvi deixar do jeito que conheci, da maneira que enxerguei e como retratei.

No final de tudo, tive que concordar com a Débora. Ele é lindo, me rendeu ótimas fotos e mudou ou pouco a percepção do que devo mostrar quando retratar os 6 anos da vida de um estudante de Medicina.

Todo dia um aprendizado novo nesse mundo da fotografia.












































Abraços,

Diego Saldanha.

179 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo